" border="0" /> " border="0" />

Selinho de Destaque


Free JavaScripts provided
by The JavaScript Source

01 março, 2010

O que fazer numa emergência cardíaca?


Emergência Cardíaca
O que fazer num caso de parada Cardiorrespiratória


   A medicina avança a passos largos para a solução de muitos problemas físicos, pretendendo suprir as falhas biológicas. No entanto, na maioria dos casos, quando a vítima de uma ocorrência dessa natureza não tem socorro imediato, a medicina poderá não conseguir recupera-la para uma vida funcional.
   No caso de falhas do principal músculo do corpo, o coração, a vitima depende de quem presencia a crise ou de quem a encontra, dos seus conhecimentos e bom senso. Todo cidadão deveria ter os conhecimentos mínimos necessários para socorrer uma vitima de parada cardiorrespiratória. É normal pensarmos que essa situação não vai acontecer conosco, e só percebemos a necessidade quando um familiar ou amigo tem uma crise cardíaca e nos sentimos inúteis por nada poder fazer.
Ajuda Imediata    No caso de presenciar uma crise cardíaca, coloque a vitima imediatamente em um lugar protegido, sentada num ângulo de aproximadamente 45 graus e com as costas apoiadas. Chame o socorro especializado, transmitindo toda a sintomatologia apresentada. Algumas vezes, deparamo-nos com uma vitima inconsciente em sinal de respiração e sem pulso. Nesse caso, o socorro é a atuação prioritária que pode fazer a diferença entre uma vitima com possibilidade de reanimação e viver, ou uma que ficará de pendente de terceiros para sai sobrevivência caso não morra. É importante pedir ajuda a qualquer pessoa que esteja perto. Essa pessoa poderá servir como intermediaria entre você e os interlocutores do socorro especializado, ajudando na transmissão dos dados que forem pedidos.
Como Socorrer    A reanimação cardiopulmonar pode ser fundamental. Alterne 15 compressões torácicas com duas insuflações pausados e profundas (através de respiração boca-a-boca). Para fazer corretamente essa reanimação, você deve levar em conta a anatomia e fisiologia dos sistemas circulatórios e respiratórios. O fato de a língua cair para dentro da garganta é o maior empecilho à entrada de ar, devendo-se então efetuar a extensão da cabeça, para que as vias respiratórias fiquem libertas e haja melhor circulação de ar.
   O coração esta situado no terço inferior do osso esterno, acima do apêndice xifóide. Por isso, a vitima deve ser colocado deitada de costas e sobre uma superfície rígida. Ajoelhe junto da vitima e localize a região das compressões torácicas, deslizando os dedos pela grelha costal até encontrar o apêndice xifóide. Coloque aí dois dedos, e, ao lado deles, sobre essa mão, posicione a outra mão.Sobre essa mão posicione a outra e, entrelaçando os dedos, eleve-os de modo que não fiquem apoiados sobre o tórax da vitima.
   Estique bem os braços e, sem dobrar os cotovelos, lance o peso do seu corpo sobre o esterno da vitima iniciado as compressões torácicas de forma ritmada e regular, a fim de conseguir uma freqüência de pelo menos 80 a100 por minuto. Mantenha essa manobra (duas insuflações mais 15 compressões torácicas) até a chegada do socorro especializado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

...Já comentaram! Mas falta você, meu anjo!

Me mande um email!

Me mande um email!
ira-espacomulher@hotmail.com

Arquivos

Minha lista de blogs

Recadinho!!!

MSN