" border="0" /> " border="0" />

Selinho de Destaque


Free JavaScripts provided
by The JavaScript Source

04 janeiro, 2010

Hipertitoidismo

Hipertireoidismo
O hipertireoidismo ou tireotoxicose é uma condição caracterizada pelo aumento da secreção dos hormônios da tireóide e pode originar-se de várias causas.
Recentemente vimos no Big Brother a Maíra conversando sobre os sintomas do hipertireoidismo que a acomente. Realmente essa doença leva a perda de peso e taquicardia.
 Em sua forma mais leve, o hipertireoidismo pode não apresentar sintomas facilmente reconhecíveis, como cansaço e fadiga, mas pode ser uma doença grave e séria e até mesmo colocar em risco a vida da pessoa.
 Entre as diversas causas do aumento de funcionamento da tireóide, a mais importante é a Doença de Graves - doença auto-imune (em que o próprio corpo produz anticorpos que "atacam" o órgão).
 Outras causas do hipertireoidismo incluem o bócio multinodular (aumento do volume da glândula que leva a produção excessiva dos hormônios), os tumores da glândula tireóide, da glândula pituitária, dos testículos ou dos ovários, a inflamação da tireóide resultante de uma infecção viral ou outra inflamação, a ingestão de quantidades excessivas de hormônio tireóideo e a ingestão excessiva de iodo.
 Várias substâncias com altas concentrações de iodo, tais como comprimidos de alga, alguns expectorantes e amiodarona (medicação utilizada no tratamento de arritmias cardíacas) podem, ocasionalmente, causar hipertireoidismo.


Os sintomas apresentados por pacientes são:


- fome excessiva
- aumento do ritmo intestinal (evacuações frequentes)
- nervosismo, insônia, labilidade emocional
- tremores
- intolerância ao calor
- palpitações
- emagrecimento
- olhar vivo e brilhante
- pele quente e úmida
- irregularidades menstruais e infertilidade
- unhas quebradiças, cabelo seco, quebradiço e encaracolado.

Os sinais e sintomas característicos do hipertireoidismo podem ser detectados pelo médico, sendo o diagnóstico laboratorial estabelecido pelas dosagens de TSH (hormônio estimulante da tireóide que regula a produção dos hormônios tireoidianos (T3 e T4)), T4 livre e T3 livre (são os hormônios tireoidianos ativos) e TSI (imunoglobulina estimulante da tireóide) no sangue.

Se os valores de T4 estiverem aumentados e os de TSH reduzidos, o paciente é portador de hipertireoidismo.
 Antes do desenvolvimento de opções atuais do tratamento, a taxa de morte do hipertireoidismo era maior que 50%. Agora, diversos tratamentos eficazes estão disponíveis, e com o controle adequado, a morte por hipertireoidismo é rara.
 O tratamento varia dependendo da causa e também da gravidade dos sintomas. O hipertireoidismo pode ser tratado com medicamentos antitireoidianos, iodo radioativo ou cirurgia.
 Dentre as principais complicações do hipertireoidismo estão as complicações cardíacas, incluindo taquicardia, insuficiência cardíaca e arritmia.
 A crise de tireóide ou "tempestade" da tireóide é uma exacerbação aguda dos sintomas do hipertireoidismo que podem ocorrer devido a infecções ou estresse. Pode ocorrer ainda febre, diminuição do estado de alerta e dor abdominal, necessitando nesses casos de hospitalização.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

...Já comentaram! Mas falta você, meu anjo!

Me mande um email!

Me mande um email!
ira-espacomulher@hotmail.com

Arquivos

Minha lista de blogs

Recadinho!!!

MSN